Roupas inteligentes poderão monitorar saúde

A gente mal acaba de falar em relógios inteligentes, que aparecem adesivos inteligentes. Mas, calma, já tem mais. Agora são roupas inteligentes para monitorar a saúde dos usuários. Pelo menos, é o que prometem engenheiros da Universidade de Purdue, em Indiana, nos Estados Unidos.

Os pesquisadores encontraram um jeito de transformar as peças de pano em wearables sem bateria e resistentes à lavagem. As roupas inteligentes são alimentadas sem fio, através de uma bobina flexível à base de seda costurada no tecido.

As roupas inteligentes têm circuitos eletrônicos miniaturizados e sensores. A ideia é que, no futuro, as peças possam se comunicar com telefone, computador, carro e outras máquinas. Além disso, vão monitorar os dados de saúde do usuário e pedir socorro, em caso de acidente.

O grande problema enfrentado é a dificuldade na fabricação dessas roupas. Afinal, as peças precisam ser lavadas sempre que usadas e eletrônicos costumam não se dar bem com água. Coube aos engenheiros da Purdue desenvolver um método para superar a situação e deixar os tecidos laváveis na máquina.

“Ao revestir roupas inteligentes com moléculas altamente hidrofóbicas, podemos torná-las repelentes à água, óleo e lama”, explicou Ramses Martinez, professor assistente na Escola de Engenharia Industrial de Purdue e na Escola de Engenharia Biomédica de Weldonna Faculdade de Engenharia de em Purdue.

Segundo o professor, é quase impossível manchar as roupas. O artigo contendo o estudo da tecnologia usada pelo grupo foi publicado no dia 25 de maio, na revista científica Nano Energy. Os pesquisadores também publicaram diversos vídeos, no YouTube, do material sendo exposto à água.

Martinez ainda ressalta que, mesmo sendo uma roupa impermeável, o tecido segue respirável. “Graças ao seu revestimento ultrafino, nossas roupas inteligentes permanecem tão flexíveis, elásticas e respiráveis quanto as camisetas convencionais de algodão”, disse o professor.

Os circuitos costurados no tecido das roupas são alimentados ao captar energia de wi-fi ou ondas de rádio no ambiente. “Roupas inteligentes serão capazes de transmitir informações sobre a postura e o movimento do usuário para aplicativos, permitindo que as máquinas entendam a intenção humana sem necessidade de outras interfaces, expandindo a maneira como nos comunicamos, interagimos com dispositivos e jogamos videogames”, concluiu o professor.

Fonte: https://olhardigital.com.br/2021/06/09/reviews/roupas-inteligentes-poderao-monitorar-saude/