Ozônio pode eliminar coronavírus de ambientes fechados

A Wier, empresa desenvolvedora de soluções tecnológicas com gerador de ozônio (O₃), descobriu uma nova maneira de auxiliar no combate ao coronavírus. Emitido e já testado no laboratório da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), o produto se mostrou eficaz para eliminar o vírus de ambientes fechados e com alto fluxo de pessoas.

Basicamente, o O₃ é um gás natural formado a partir do oxigênio do ar (Oâ‚‚) que está presente na estratosfera e que protege a vida na terra contra a radiação UV do Sol. “O ozônio pode eliminar micro-organismos em ambientes onde ele possa estar, como veículos, salas de espera, quartos de hotéis, leitos de hospitais, residências, entre outros locais similares. Nesse cenário, a solução ajuda a diminuir a propagação do vírus e na prevenção de novos casos da doença”, explicou Bruno Mena Cadorin, CEO da WIER.

No teste, o ozônio conseguiu conter vírus envelopados (HSV-1) e não envelopados (HAdV-2) em 99,9% das amostras. O novo coronavírus, causador da Covid-19, é da classe dos envelopados, ou seja, possui um envoltório lipídico de proteção que o torna mais resistente.

Para analisar a eficácia da solução, testes virucidas foram feitos a 5, 30 e 60 centímetros do equipamento que emite o gás, em câmara fechada, entre 23 e 20 °C, durante 60 minutos. Por ser gasoso, o ozônio é capaz de se espalhar por todo o ambiente onde é aplicado e chegar a lugares onde a limpeza convencional não alcançaria, sanitizando qualquer local.

“A aplicação é simples e ocorre por meio de um equipamento chamado Gerador de Ozônio com tecnologia de plasma frio, o qual é compacto, de uso simples e intuitivo. Outro lado positivo é que a tecnologia é sustentável e ambientalmente correta”, completou Cadorin

Fonte: https://olhardigital.com.br/coronavirus/noticia/ozonio-pode-eliminar-coronavirus-de-ambientes-fechados/99217